quarta-feira, 4 de maio de 2011

0080 [Artigo] Adolescente x Família Moderna (I)

ADOLESCENTE X FAMÍLIA MODERNA (I)

Nossos pais liam estórias para dormirmos, dedicavam tempo e atenção como recompensa pela obediência aos limites e normas colocados. Nos anos 80 a mulher entra no mercado de trabalho, os pais saem de circulação e a criança passa absorver o que TV transmite. Na seqüência surgem ataris video-games, playstations etc. Na atualidade é a internet. Se paga para subtrair a qualidade da relação criança/mundo. Depois se mobiliza para reduzir da idade penal, atacando o mal pela mandioca.
histórias x televisão/máquinas
Outra característica da família moderna é a inversão de papéis, onde o adolescente aparece cada vez mais onipotente, manipulando pais. Percebem a base da família frágil (pai – mãe). São pequenos tiranos que tomam atitudes irresponsáveis num terreno de permissividade e falta de limites supondo desfrutar uma suposta liberdade.
Quem decide e não responde pelas decisões é tirano. Quem responde sem participar das decisões é o escravo. A cidadania encontra-se no eixo responsabilidade – liberdade. Quanto maior nossa responsabilidade, mais livres nos tornamos.
Pais estão escravos dos filhos, mas tem uma cumplicidade nessa inversão de papéis. Sem respondermos pelos nossos atos não alcançamos a liberdade, e culpamos os outros (marido, mulher, filhos, etc.) por nossa infelicidade.
Liberdade não é fazer o que queremos. Para Miguel Reale Jr. “o preço da liberdade é o eterno delito”. 
#
P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...