sábado, 29 de dezembro de 2012

0121 [Artigo] Palmadas Pedagógicas (I)



Palmadas Pedagógicas (I)
Lei proíbe castigos físicos

A lei que proíbe palmadas beliscões e outros castigos físicos a crianças está dando o que falar. Ela me faz lembrar a obrigatoriedade de leis como a do cinto de segurança, capacetes para motociclistas.
Lei proíbe castigos físicos aos filhos
Não quero entrar no mérito do certo ou errado. Educação de filhos é uma responsabilidade dos pais que devem assegurar seu bem-estar, independente de leis.
O perigo é supor que ao se tomar essa medida como universal estaremos salvaguardando nossas crianças da violência. 
Em minha educação, e acredito que na de muitos internautas, por muitas vezes ouvi palavras tão duras que poderiam ter marcado minha formação e personalidade de forma prejudicial e definitiva.
Ainda, se considerarmos que nossa organização social de hoje é horizontal, em tribos, as hierarquias perdem muito de seu efeito. A ordem da família nuclear não responde aos paradigmas da globalização. Dialogar e aprender com os filhos se faz mais urgente do que nunca. Na sociedade pré-globalização tínhamos o certo e o errado. Aprendíamos isso pela função paterna, os papéis eram claros no seio familiar. Pais e educadores aplicam a régua moral de sua própria educação nas crianças, e claro, não funciona.
A palmada funcionava bem na organização do certo e do errado. Os efeitos positivos dela estão no sentido subjetivo que adquire à criança e como essa o entende. Mais que colocar limites é saber como fazê-lo em nosso contexto atual. #

P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...