terça-feira, 15 de julho de 2008

0015 [ARTIGO] Qual o Futuro do Brasil?

QUAL O FUTURO DO BRASIL?

Até agosto de 2004 havia 190 abrigos para crianças e adolescentes na cidade de São Paulo. A Fundação Orsa coordenou uma pesquisa que avaliou 185 deles, num total de 4.847 crianças e adolescentes.
67% dos abrigados tinham família sendo a situação socioeconômica, violência doméstica, problemas de saúde mental ou dependência de drogas com os responsáveis os principais motivos para a institucionalização. Desse total, 55,6% estavam juntos de seus irmãos, na maioria com dois (57%) ou três (26%) irmãos.
A coisa é mais preocupante do que se imagina. Dentre os pesquisados apenas 10% podiam ser adotados, sendo 84% entre 8 e 19 anos. A faixa etária visada para adoção é de 0 a 11 meses (2,2%).
Elizabete Rosa, coordenadora da área de promoção social da Fundação Orsa, explica que os dados serviram para o desenvolvimento de políticas voltadas a esses abrigos, e reflete: “Mas a gente pode pensar que o que falta fazer aqui falta no Brasil como um todo”.
Esses números não são nem de longe representativos do número de crianças e adolescentes carentes de cuidados e atenção, uma realidade social gravíssima. São excluídos e muito dificilmente escaparão de viver à margem da cultura, tendo sido privados de seus direitos mais sagrados como cidadãos.
Entender esse processo de exclusão é entender o início das raízes da violência social.
 

Fonte: Revista Viver Psicologia, agosto de 2004.

P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...