terça-feira, 22 de julho de 2008

0016 [ARTIGO] ADOLESCÊNCIA, SEXO E AIDS

ADOLESCÊNCIA, SEXO E AIDS

O Ministério da Saúde encomendou uma pesquisa entre 1986 e 1996 que acusou: o número de garotas entre 15 e 19 anos iniciando a vida sexual saltou de 14% para 30% nesses anos. Em 1996 1% dessas meninas ficava grávida, passando a 2% em 1997 e 5% em 1999. Meninas entre 10 e 14 anos correm pelo menos cinco vezes mais risco de problemas na gestação e parto que as de 20 a 24 anos. Disso deduz-se que a Aids tende a aumentar nessa idade.
O psiquiatra Jairo Bouer declara: “A descoberta da Aids nos anos 80 acabou forçando famílias, escola e governo a falar sobre sexo com mais abertura”. Com a globalização iniciada na década passada o acesso a essas informações ficou facilitado ao jovem.
Outros fatores que contribuíram:

  • Mudanças sociais e culturais;
  • Avanços na medicina;
  • Aparecimento da pílula (1960);
  • Revolução sexual;
  • Fim da censura;
  • Mulher no mercado de trabalho.
Paradoxalmente até a Aids proporcionou um ambiente para se repensar a sexualidade humana. No embalo apareceram programas de TV para jovens.
Jovens até 25 anos são responsáveis por 40% das infecções do HIV, e estima-se que um terço deles não usem preservativos, alertou a Unicef em 2006. Na América Latina são 420 mil jovens infectados de um total de 6,4 milhões no mundo todo.
E nem tocamos na questão da gravidez!


Fontes: Revista Época, 12/04/99.
Site Observatório Jovem:

Para enviar perguntas: gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...