terça-feira, 12 de agosto de 2008

0019 [ARTIGO] UM FRACASSO CULTURAL

UM FRACASSO CULTURAL

No último dia 06 entrou no ar pelo site www.saocarlosagora.com.br o assassinato de um gerente financeiro. A descrição da notícia impressiona pela frieza da ação dos marginais. Motivo: ele havia sacado $ 6 mil de um banco. Com uma moto abordaram-no e fugiram com parte do dinheiro.
Mas meu foco não é o ato imoral e/ou criminal. Procuro em Freud uma análise das raízes da violência. Ele dizia que quando uma cultura só sobrevive quando uma parte de seus integrantes depende da opressão da outra parte impedindo-a de participar efetivamente de seus bens de consumo, ela “não tem nem mesmo a perspectiva de uma existência duradoura (...) as pessoas assim oprimidas desenvolvem uma íntima hostilidade para com sua cultura (...)” (1927).
De um crime hediondo a um ato aparentemente irrelevante há inúmeros graus de infração dos quais todos participamos. A lei é a fronteira para os limites penais, não reduzindo nossa responsabilidade moral. E tal como na passagem citada, aquele que se sente excluído, não pertencente à sua comunidade, vai procurar meios ilícitos de se satisfazer.
As desigualdades sociais se apresentando a todo instante ao sujeito, diferentes oportunidades de ascensão, diferentes esferas de poder são elementos que uma hora o levará à infração.
Como bem nos ensina Pitágoras: “Educai as crianças e não será preciso punir os homens.”

Para enviar perguntas: gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...