quarta-feira, 24 de setembro de 2008

0025 [ARTIGO] ALCOOLISMO (VI) - SÍND. DE ABSTINÊNCIA

ALCOOLISMO (VI) - SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA

Para a OMS a dependência é uma decorrência do uso e abuso de substâncias psicoativas. Na luta contra a droga o sujeito passa pela ‘síndrome de abstinência’ que surge na sua supressão através de um conjunto de sintomas.
Após o organismo se defender da droga, criando mecanismos considerando-a no seu funcionamento, não é difícil imaginar que alguns desconfortos surjam com sua supressão.
O sujeito enfrenta mal-estar, sofrimento mental e físico que varia de acordo com cada tipo de droga (com peculiaridades próprias). O metabolismo fica desajustado e clinicamente revela-se a ausência da substância. A abstinência de álcool e de heroína deixa o sujeito em maior situação de risco se comparado com outras drogas.
No caso de recaída há a reinstalação da síndrome de dependência. Da mesma forma que álcool, solventes e maconha demoram mais tempo para que haja a dependência, libertar-se do uso também é mais difícil. Para o tabaco o tempo é considerado intermediário, enquanto que para o crack e opiáceos em geral o tempo é relativamente curto.
Mesmo quando há longo tempo sem o uso do álcool a reinstalação da dependência é rápida na recaída. Por ser droga lícita é encontrada em todo lugar dificultando a superação da síndrome de abstinência ou controle sobre seu uso, para não falar da estimulação social.
#
P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...