terça-feira, 30 de setembro de 2008

0026 [INTERATIVO] Ela me rejeitou então criei um personagem virtual

Estou envolvida com uma colega, mas não consigo aceitar a sua rejeição. Criei uma personagem virtual e já recebi fotos, arquivos lindos, mas não sabe que sou eu. Às vezes acho que sabe e mantém a comunicação. Se não me comunico, ela envia email. Tenho evitado me comunicar com ela. Sei que preciso terminar com esta situação, esse tipo de contato é falso, não é real, não satisfaz.
Célia, 45.

O fato de ela manter a comunicação com você não representa um interesse da parte dela na sua pessoa tal como você é, que como bem disse, ela desconhece. Fica fácil para ela criar uma personagem também, assim como fez. Ao assim proceder não percebe que tanto você quanto ela estão vivendo um faz-de-conta, onde cada uma fantasia a outra. Ainda que já tenha tido algum contato com ela, mesmo significativo – não engole a rejeição – isso não quer dizer que a conheça. Não houve tempo suficiente para essa possibilidade. É baseada nisso que nossas fantasias ganham todo vigor que o virtual proporciona. Nessa idealização foge de olhar pra si, e esconde você mesma dela. Pergunta: onde há lucro nisso? Sua dificuldade em aceitar a rejeição dela é que dá origem tanto a seus questionamentos quanto às suas fantasias. E apesar de saber do mundo de mentira que criou, fica auto-induzida a crer numa esperança, já que ela lhe procura. Ela está à procura da fantasia criada. Mas você é essa fantasia? Esconde-se de quem?
Para enviar perguntas: gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...