sábado, 8 de setembro de 2012

0111 [Artigo] Sexualidade e Consumo na TV (VII)



SEXUALIDADE E CONSUMO NA TV (VII)
O Recalque de Freud

Por Paulo Roberto Ceccarelli*

O recalque estrutura e diferencia o humano
O recalque é constitutivo do ser humano e condição para a existência de qualquer civilização ou cultura. É ele que nos impõem uma renúncia pulsional e nos obriga a abandonar os primeiros objetos sexuais. Freud foi genial ao perceber que esse processo ao mesmo tempo estrutura e diferencia o humano.
Uma maior liberdade da sexualidade genital não significa que o contato com as pulsões edípicas torne-se mais simples. Em alguns casos o diálogo entre pais e filhos pode facilmente transformar-se em cenas de sedução na medida em que não estão imunes ao retorno de moções pulsionais recalcadas e incestuosas que geram culpas e inibições. A aproximar-se de tais conteúdos o universo fantasmático do sujeito pode sofrer um embotamento da circulação pulsional que repercute nas relações afetivas. O fato de os sintomas persistirem com outra roupagem testifica que menor repressão não garante satisfação pulsional. Por isso raramente encontramos os sintomas sexuais tais como citados por Freud da Viena do séc. XIX (conseqüentes da repressão sexual). Visto por esse ângulo, o “ficar” (forma de relação atual) pode representar um desdobramento da revolução sexual.


* Paulo Roberto Ceccarelli é Doutor em Psicopatologia Fundamental e Psicanálise pela Universidade de Paris VII, entre outros títulos de peso.

P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...