sábado, 15 de setembro de 2012

0113 [Artigo] Sexualidade e Consumo na TV (IX)



SEXUALIDADE E CONSUMO NA TV (IX)
A leitura do adulto sobre a criança 

 Por Paulo Roberto Ceccarelli*
O adulto imprime sua leitura à criança
 A exploração do erotismo banaliza a sexualidade tratando-a como se fosse igual para todos, ditando regras de consumo que padronizam o comportamento e performances sexuais. Para quem não consegue responder a essas imposições perversas existem drogas que corrigem o ‘problema’. A indústria farmacêutica da “performance sexual” não pára de crescer.
A constituição da sexualidade humana começa bem antes do nascimento e se relaciona com o lugar que a criança ocupa no imaginário dos que a acolhem no mundo. Ela marca o sujeito por intensos movimentos pulsionais, definindo sua expressão, que se dá de forma singular em cada um.
A resposta que a criança dá às suas excitações sexuais não corresponde à leitura do adulto. Suas reações, ao surpreendê-la nas brincadeiras infantis, denunciam isso, e é nesse sentido que a criança é inocente. Na descoberta e construção imaginário-simbólica do próprio corpo não existe (ainda) nenhuma razão para se evitar sua exploração libidinal, o que ocorrerá pela leitura do adulto às brincadeiras – culpa, prazer, proibição, pecado... – revelando como este viveu o despertar de sua própria sexualidade. 
Fonte: http://www.ceccarelli.psc.br/

* Paulo Roberto Ceccarelli é Doutor em Psicopatologia Fundamental e Psicanálise pela Universidade de Paris VII, entre outros títulos de peso.

P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...