quarta-feira, 31 de agosto de 2011

0096 [Artigo] Sexo no Relacionamento (VI)


O SEXO NOS RELACIONAMENTOS (VI)

Capital e libido caminham juntos
Em uma sociedade que incentiva o consumo, modelos de moda nos são apresentados. Criam-se estereótipos, especialmente físicos, que servem como canais para se atingir seu objetivo: o lucro. Nesse movimento o sexo acaba muitas vezes subordinado ao capital. O fator econômico está tão intimamente ligado à sexualidade humana que se compõem em uma das principais queixas na clínica quanto a questões sexuais e amorosas.
A sexualidade é de tal forma complexa que todas as áreas de nossa vida podem atingi-la duramente, causando grande dor e sofrimento nas pessoas.
Freud dizia que o visual ganhou maior importância quando o homem se tornou bípede. Até então o olfato era predominante. Do homem das cavernas para os dias atuais a visão só ganhou força.
Na sociedade pós-industrial, tecnológica e cientificamente desenvolvida, artifícios estéticos como silicone, lipoaspiração, anabolizante, plásticas, e demais aparatos estão muitas vezes a serviço do culto ao corpo. A pergunta que surge é: o fisiculturismo tão apregoado por tantos não nos atrai pelo visual? Esse visual se presta ao amor ou ao sexo? Diz Exupèry: “O essencial é invisível aos olhos”. Se isso é verdade, buscamos o sexual através do não essencial e perdemos o melhor dele que é o amor, este sim invisível.
#
P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...