segunda-feira, 20 de junho de 2011

0084 [Artigo] Ato Médico - Um Golpe na Saúde (III)

Ato Médico - Um Golpe na Saúde (III)

O AM fere preceitos básicos do SUS
O Prof. Dr. Gil Lúcio Almeida, presidente do Crefito-SP (Conselho Regional de Fisioterapia) diz em seu artigo que “lideranças médicas tentam há anos restringir a autonomia dos profissionais da saúde”. O PL 7703/06 está melhor que em sua versão original do Senado por ter estabelecido atos privativos de outros profissionais também. Desde 2004, o Crefito-SP defende o direito de livre acesso do cidadão aos profissionais da saúde sem a necessidade de uma prescrição médica.
O PL retira a autonomia de outros profissionais ao atribuir prerrogativas exclusivas aos médicos sobre o diagnóstico nosológico (doenças) e prescrição terapêutica (tratamento) no seu art. 4º. O cidadão dependeria de prescrição médica para tratamentos que médicos não têm competência técnica para avaliar, transformando os profissionais da saúde em técnicos sem autonomia, além de retirar do cidadão o direito de decidir o que lhe convém.
Numa época em que o SUS (Sistema Único de Saúde) prima pelos princípios da multidisciplinariedade e integralidade, o Ato Médico soa no mínimo um contra-senso na medida em que se considera que o cuidado em saúde pressupõe diferentes saberes de profissões já regulamentadas para um atendimento integral.
No âmbito de planos de saúde o paciente não tem mais livre acesso a fisioterapeutas sem prescrição médica, o que é um abuso!


#
P a r a   e n v i a r   p e r g u n t a s : gobett@tribunatp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

ATENÇÃO! Palavras ofensivas, spams, links serão removidos. Perguntas SOMENTE pelo pelo e-mail >> gobett@tribunatp.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...